APEDE


Viseu: Professores em protesto durante visita de ministra

Posted in Educação por APEDE em 28/02/2009
Professores do distrito de Viseu vão manifestar sábado o seu descontentamento com o Estatuto da Carreira Docente e o modelo de avaliação do desempenho durante uma visita da ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, a Santa Comba Dão.
A governante inaugura sábado à tarde o Conservatório de Música e Artes do Dão (CMAD), que está a funcionar desde o início do ano lectivo na Casa da Cultura de Santa Comba Dão, numa parceria entre a autarquia, o Ministério da Educação e a Edições Convite à Música.

«Vamos estar presentes com as mensagens que temos transmitido, quer em relação à revisão do Estatuto de Carreira Docente, para acabar com as duas categorias e as quotas, quer quanto à suspensão deste iníquo modelo de avaliação», disse à agência Lusa Francisco Almeida, dirigente do Sindicato dos Professores da Região Centro.

O dirigente sindical lembrou que ainda em meados do mês os professores do distrito se manifestaram pelas ruas das cidades de Viseu e de Lamego, onde prometeram «não vergar» às vontades do Ministério da Educação.

Segundo Francisco Almeida, junto à Casa da Cultura de Santa Comba Dão estará «uma delegação numerosa de professores».

Garantiu que a intenção desta acção é apenas protestar pela atitude do Ministério da Educação em relação aos professores e não estragar a festa aos cerca de 170 alunos do Conservatório de Música e Artes do Dão.

«Às crianças, se pudermos, até batemos palmas. Somos todos pais e professores. E a ministra vem inaugurar uma estrutura importante para a região do Dão, isso não está em causa», sublinhou.

O Conservatório de Música e Artes do Dão (CMAD) tem actualmente alunos de Santa Comba Dão, Tábua, Carregal do Sal, Mortágua, Tondela e Nelas.

A maioria deles, cerca de 120, são alunos das escolas básica 2/3 e secundária de Santa Comba Dão e frequentam o CMAD em regime articulado, tendo curricularmente optado pela via artística.

«Foram celebrados protocolos para que as disciplinas teóricas sejam dadas nas próprias escolas. Toda a parte mais prática, de instrumentos musicais e audições, é no conservatório», contou à Lusa o seu director pedagógico, Paulo Gomes.

O responsável congratulou-se por esta nova filosofia do Ministério da Educação, que financia em 100 por cento os alunos do regime articulado, avançando que foram já celebrados protocolos de intenções com escolas de Tábua e de Carregal do Sal.

O Conservatório de Música e Artes do Dão está autorizado a ministrar cursos de acordeão, clarinete, flauta transversal, guitarra/viola dedilhada, oboé, percussão, piano, saxofone, trombone, trompa, trompete, tuba e violino.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: