APEDE


As incongruências avolumam-se nesta “estória” dos concursos! Esclarecimentos precisam-se! Entretanto… é preciso lutar!

Posted in Concursos,ME,Negociações,Sindicatos por APEDE em 17/04/2010

A propósito da questão mais quente do momento, sobre a qual já escrevemos em posts anteriores, destacamos agora as declarações de João Dias da Silva, da FNE, publicadas ontem mesmo, no Diário de Notícias:

“O sindicalista diz que foi feito um esforço, ao longo dos últimos meses, para que o ministério resolvesse o problema, e que sempre esperou que situação estivesse corrigida na altura de lançar o concurso.”

Antes disto, a Fenprof  tinha esclarecido que estava, desde há uma semana, em contacto com o ME para ultrapassar e resolver o problema.

A FNE refere que esse esforço  já decorre há alguns meses.

Mário Nogueira, secretário-geral da FENPROF, na conferência de imprensa que se seguiu à assinatura do “Acordo” afirmou, claramente, que tinha ficado GARANTIDO que as classificações de Excelente e Muito Bom NÃO SERIAM consideradas para efeitos de concurso.

A APEDE pode confirmar que outro dos principais sindicatos, que subscreveu o “Acordo”, garante ter sido aceite, a 8 de Janeiro, o princípio da não valoração das classificações, ditas de “mérito”, para efeitos de graduação a concurso.

Entretanto, por sua vez, Isabel Alçada garantiu, ontem mesmo, de forma categórica e oferecendo justificação, que “o ME vai manter, sem dúvida,  o actual concurso para professores contratados nos moldes actuais, com a avaliação de desempenho como critério de ponderação.”

Perante o caricato de toda esta situação, ou somos nós que estamos a perceber mal, ou alguém não percebeu bem aquilo que negociou, seja a dupla ministerial, sejam os sindicatos.  Ou então, 3ª hipótese, esqueceram-se ambos que era necessário obter uma aprovação final, “via fax”.

A APEDE insiste naquilo que já escreveu, no seu blogue, e reforçou nas declarações prestadas ao DN: será que dá para relerem as actas e divulgarem, publicamente, o parágrafo em que o ME se compromete a garantir, aquilo que afirmam ter ficado garantido? Ou será que foi apenas um compromisso verbal selado com um aperto de mão e um beijinho?

Em caso afirmativo, o que nos custa a acreditar, pois seria de uma ingenuidade confrangedora, teremos de perguntar ainda: o senhor primeiro ministro foi consultado nesse ponto específico das negociações? E têm a certeza que ficou “manso”, mesmo percebendo que a primeira avaliação, “a sério”, dos professores, em mais de 20 anos, continuaria, afinal, sem produzir efeitos? E que os “melhores” se sentiriam espoliados, em um ou dois valores, na graduação a concurso, derivados do seu “incontestável”, e “fiavelmente” medido, “superior” mérito profissional? 

Não negamos que gostaríamos de ver estas questões cabalmente esclarecidas, por quem de direito, mas também não negamos a nossa presença na luta. Por isso mesmo, independentemente das críticas que temos a fazer e mantemos (porque não aceitamos que os professores sejam tratados como “idiotas úteis” ou “carne para canhão”) e mesmo tendo a noção que esta “estória” está ainda muito mal contada, a APEDE apela a todos os colegas, contratados ou não,  para que participem nas iniciativas de luta  organizadas pela FENPROF, saíndo à rua na 2ª feira e subscrevendo o Abaixo Assinado. Pela defesa da justiça, da transparência e da equidade nos concursos,  num combate que precisa de ser ganho. Um combate que, na perspectiva da APEDE, deve ser também pela VERDADE e pelo RESPEITO aos professores, exigível a TODOS os que sentam na mesa negocial.

Anúncios

3 Respostas to 'As incongruências avolumam-se nesta “estória” dos concursos! Esclarecimentos precisam-se! Entretanto… é preciso lutar!'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'As incongruências avolumam-se nesta “estória” dos concursos! Esclarecimentos precisam-se! Entretanto… é preciso lutar!'.

  1. Cristina Ribas said,

    Concordo inteiramente, Ricardo, com a posição da APEDE.
    Não sei se com a convocatória feita em fim-de-semana, vai ser possível obter um grande número de manifestantes mas é preciso perceber o que é melhor para a classe. A união não pode ser uma paz podre e daqui tem que resultar, sempre e não apenas em determinadas alturas, maior sintonia entre movimentos e sindicatos porque só juntos conseguimos ganhar esta luta, mas a frente que tem que se fazer à tutela temos que ser todos.

    Por muito diferentes que sejam estes dois grupos justifica-se a sua união – exactamente pela sua diferença, a distinção de papéis é complementar.

    Gostaria que não se falasse em “arrufos” / “reconciliação” mas que se pudesse aprender alguma coisa com todas estas “historinhas”
    Beijinhos

  2. Cristina Ribas said,

    teria ficado melhor “estorinhas”
    🙂

  3. DG said,

    Participem, divulguem:

    E se tivesses:
    – Muito Bom porque a única quota de Excelente tivesse sido atribuída?
    – Nota indeterminada porque a tua escola não concordou com esta fórmula avaliativa?
    – Duas notas distintas porque estiveste em duas escolas diferentes que te avaliaram de forma diferente?

    Seja qual for a tua situação só tens que pensar se, independentemente do teu caso, esta avaliação foi justa de norte a sul do país.
    Uma vez que esta mesma avaliação foi reconhecida como incongruente para os colegas do quadro, por que razão havemos nós de a aceitar pacificamente? Afinal, este ano ninguém efectiva e podemos criar aqui um ponto de viragem, sobretudo para que os sindicatos não se voltem a esquecer de nós:
    OS CONTRATADOS TAMBÉM CONTAM!!!
    Se a avaliação for invalidada dos concursos, NINGUÉM FICA A PERDER!
    Se ela se mantiver, não poderás ter a certeza de não ser ultrapassado por quem está abaixo de ti.

    E se, de facto, sabes e queres contar, junta-te a nós e luta pela justiça profissional:

    • Lisboa, Ministério da Educação, na Av. 5 de Outubro – 17h

    • Porto, Coimbra, Évora e Faro junto às Direcções Regionais de Educação (DREs), respectivamente do Norte, Centro, Alentejo e Algarve – 17h

    Vens ou vais ficar a ver se te safas sozinho????


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: