APEDE


Para memória futura (se for caso disso)

Posted in Santana Castilho por APEDE em 13/04/2011

Santana Castilho já mereceu, por diversas vezes, o nosso elogio e homenagem por ter sido quase o único cronista da praça mediática portuguesa a ter defendido, de forma desassombrada e consistente, a causa dos professores e da Escola Pública em Portugal contra o consulado da actual “madama” luso-americana e da ministra dos beijinhos. Fê-lo em circunstâncias difíceis, como uma voz por vezes totalmente isolada no meio de um coro acéfalo de opinadores babosos perante tanta excelência socratina, sempre prontos a vituperar os professores.

Hoje, ele volta a publicar uma crónica contundente:

Como é sabido, o nome de Santana Castilho tem sido avançado (ou sussurrado), de forma mais ou menos cíclica,  como um possível futuro Ministro da Educação de um governo PSD.

Ora, perante o conteúdo da crónica que aqui inserimos e de muitas outras que Santana Castilho assinou nestes últimos anos, a hipótese de ele vir a ocupar semelhante cargo num governo liderado pelo PSD só pode suscitar três cenários possíveis, alternativos entre si, atendendo às posições marcadamente anti-neoliberais que ele tem defendido, e de que a crónica de hoje é um exemplo, e tendo em conta que elas estão nos antípodas da ideologia da actual direcção do PSD:

1.º cenário) No quadro definido pelo FMI e pelas políticas lesivas dos trabalhadores sustentadas pelo PSD, Santana Castilho consegue impor uma política educativa pautada pela defesa de uma Escola Pública com um ensino socialmente integrativo, mas rigoroso e pedagogicamente exigente, reintroduzindo a gestão democrática nas escolas, acabando com bloqueios espúrios na carreira docente, repondo concursos nacionais de colocação de professores que reduzam a precariedade dos contratados, criando uma avaliação do desempenho simples, desburocratizada, transparente, voltada para a promoção de boas práticas educativas e despida de gangas “eduquesas”. Tendo em conta as condições de partida que Santana Castilho encontraria, este cenário parece-nos mais improvável do que todos os milagres da Bíblia juntos, mais as aparições de Fátima, as santinhas de pedra que choram sangue e os raptos perpetrados por extra-terrestres.

2.º cenário) Santana Castilho, enquanto Ministro, constata a total impossibilidade de conciliar o seu programa político com os pressupostos e as condições de um governo PSD e, pura e simplesmente, demite-se com fragor.

3.º cenário) Santana Castilho tenta adaptar-se, acabando por ceder e capitular face ao formato neoliberal cozinhado pelo FMI e aplicado, de maneira dócil e convicta, por Passos Coelho.

Em nosso entender, um Santana Castilho ministro só teria pela frente estes três cenários. Mas isto, claro, não passa de um exercício de especulação ociosa. Por que o que é mesmo implausível é que Santana Castilho, escrevendo o que tem vindo a escrever, alguma vez seja convidado para a pasta de Ministro da Educação. 

(A cópia da crónica foi roubada ao nosso amigo Octávio)

Anúncios

2 Respostas to 'Para memória futura (se for caso disso)'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'Para memória futura (se for caso disso)'.

  1. AMaria said,

    Santana de Castilho é uma grande Homem, capaz de pensar pela sua própria cabeça. Os nossos politicos gostam de gente subserviente por isso não será convidado para ministro. As pessoas com capacidades para mudar o rumo (dramático ) de Portugal fogem da politica. Ficam os abutres.


  2. Para que isso acontecesse, Passos Coelho teria de enfrentar os Zés (com algum peso no PSD lembro-me, assim de repente, de dois), entre outros Zés, com outros nomes, que manobram por dentro do aparelho, e que certamente iriam estrebuchar com semelhante ousadia do líder. O 1º lugar na lista por Lisboa já era, “voar” também o lugar de ME, constituiria já um abuso e um desplante demasiado ostensivo. Passos Coelho sabe, só pode saber, que Santana Castilho seria uma boa aposta para ME, mas também sabe, ou devia saber, que Santana Castilho dificilmente aceitaria ser (pelo que dele conheço) o protagonista do 3º cenário referido no texto. Logo…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: