APEDE


Porque nada é garantido

Posted in Para recordar (sempre) por APEDE em 03/06/2011

Ontem, num interessante colóquio com o título de «Estado, Protesto Popular e Movimentos Sociais no Portugal Contemporâneo», organizado pelo Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, recordou-se o que foi a repressão das greves operárias nos anos 40 da ditadura salazarista.

As coisas passavam-se assim:

Concretizada a greve, a empresa era imediatamente encerrada e os seus trabalhadores eram todos (sem excepção) despedidos. Depois a PIDE e o patronato procediam à análise do comportamento de cada trabalhador, individualmente, caso a caso. Aqueles que se revelassem como líderes ou participantes mais activos na contestação laboral, para além de serem detidos e sujeitos aos interrogatórios “carinhosos” da PIDE (e, no horizonte próximo, havia mesmo penas de prisão), ficavam proibidos de trabalhar em qualquer empresa da região.

Para quem pense que isto é passado e que não há qualquer hipótese de semelhante cenário regressar, convém lembrar que, há muito pouco tempo, também se pensava que os vencimentos eram garantidos e que não podiam ser reduzidos por decreto e que o vínculo à Função Pública era um direito sagrado no qual ninguém podia mexer – para já não falar dos que trabalharam 20 ou 30 anos numa empresa e que, de um dia para o outro (muitas vezes sem aviso prévio), se viram no desemprego.

Porque não há direitos adquiridos. Só há direitos conquistados. E essa conquista tem de ser feita todos os dias.

2 Respostas to 'Porque nada é garantido'

Subscribe to comments with RSS ou TrackBack to 'Porque nada é garantido'.

  1. teodoro said,

    Fazem muito bem em lembrar.

  2. maria said,

    A Democracia está em perigo no ocidente: Guantanamo, Itália, …, Portugal.
    Que não nos esqueçámos que há sempre argumentos justificativos para qualquer atentado à Democracia, nem que sejam: “o momento particularmente difícil que vivemos” ou “necessidade de resposta urgente”….


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: