APEDE


À terceira só cai quem quer…

Notícia de hoje no Jornal Público, com algum contraditório pelo meio…

Jornal Público, 8-9-2011

Uma vez que os sindicatos-que-temos vão voltar amanhã à mesa negocial (?!) seria importante que fossem para além da novela da ADD e colocassem em cima da mesa outros importantes assuntos/reivindicações que já descrevemos, sucintamente, no post anterior e que aqui recuperamos: para além da escandalosa situação dos concursos (??!) para as escolas TEIP (abordada nos post’s anteriores), a questão das indemnizações por caducidade de contrato (não basta aconselhar os professores a irem para tribunal), a ameaça de não pagamento de horas extraordinárias (que se vai ouvindo em diversas escolas), a não consideração dos resultados da ADD em sede de concursos, a garantia da abertura de concursos, para afectação a quadro, num futuro próximo e com a obrigatoriedade do redimensionamento das vagas, substituindo-se a insultuosa figura das “necessidades transitórias” (que de transitório só têm mesmo o contrato a termo) por efectivos lugares de quadro, de modo a combater o agravamento e aprofundamento da precariedade docente, a recuperação do tempo de serviço congelado, a questão da formação contínua, que está cada vez menos disponível e significa sempre uma enorme sobrecarga de horas em horário pós-laboral, entre muitas outras questões, isto já considerando que as questões mais centrais não serão esquecidas – por exemplo, a democratização do modelo de gestão, a lamentável novela da ADD, que se arrasta e mantém diversas questões por resolver,  a revisão dos programas e dos planos curriculares, a redução do número de alunos por turma e de turmas por professor, a sobrelotação das escolas e falta de condições de trabalho, os horários dos professores (cuja componente de trabalho individual tem de ser forçosa e urgentemente reforçada, dado o aumento do número de turmas por professor na maioria das disciplinas), o financiamento das escolas, etc., etc. Há muita coisa que está por conseguir e muita outra por evitar.

Anúncios

Sobre a mais recente iniciativa da Fenprof…

Posted in Estes malditos críticos do sindicalismo-que-temos por APEDE em 15/01/2011

… o Paulo Guinote deixa tudo explicadinho neste “post”.

Depois de uma greve geral simbólica, seguem-se mais “acções de luta” simbólicas. E, de símbolo em símbolo, lá vamos nós carregando com o real em cima.

Quem quiser, mesmo assim, embarcar em mais uma ilusão fabricada pelos sindicatos-que-temos, faça favor e bom proveito…

Mais um anti-sindicalista militante

Posted in Estes malditos críticos do sindicalismo-que-temos por APEDE em 20/11/2010

%d bloggers like this: